sábado, 23 de dezembro de 2006

Boas Festas

Começam a existir manifestações de intolerância nalguns países relativamente à comemoração do Natal. Infelizmente há gente retrógrada em todo o mundo. Cada um deve viver cada momento como melhor entender, desde que a sua liberdade de comemorar não ofenda nem colida com as comemorações dos outros.
O Natal deve ser sobretudo uma festa de esperança e de solidariedade, embora seja cada vez mais uma luxúria consumista, mas isto faz parte do espírito dos tempos que vivemos.
Desejar aos outros Boas Festas é uma expressão genuina do espírito de comunidade, essencial à sobrevivência da espécie humana.
Numa perspectiva essencialmente ecuménica, sem distinção de raça, sexo, ideologia ou credo, desejo a todos Boas Festas e que o novo ano vos traga tudo de bom.