terça-feira, 2 de janeiro de 2007

Novos caminhos para a liderança escolar

Vou começar a falar deste tema - liderança escolar - e, para iniciar, nada melhor do que socorrer-me do título de um livro notável de Thomas J. Sergiovanni, cuja leitura recomendo como indispensável. Trata-se de uma obra interessantíssima, profundamente humanista e que sublinha a importância fundamental dos valores na educação. Deixo aqui três citações apenas como estímulo para a leitura.

"Actualmente, as nossas teorias de liderança são importadas das nossas escolas de gestão e as nossas práticas de liderança são provenientes de empresas, equipas de basebol, exércitos, sistemas de transporte e outras organizações. Estas teorias e práticas importadas vêm acompanhadas de pressupostos e crenças que fornecem modelos para a forma como as escolas deveriam estar organizadas, os horários distribuídos, os planos de estudo desenvolvidos e implementados, o ensino e a aprendizagem entendidos, os alunos avaliados e os professores supervisionados e avaliados.
Um tema basilar desta obra é que estas ideias importadas não estão ao serviço dos nossos verdadeiros objectivos. Precisamos de desenvolver as nossas próprias teorias e práticas - teorias e práticas que deverão emergir das escolas e que sejam centrais à natureza das próprias escolas e dos tipos de pessoas que serve."

"Dito de forma sucinta, os cinco objectivos do ensino escolar são:
- Demonstrar competências básicas na leitura, escrita e Matemática
- Transmitir a cultura
- Ensinar os alunos a pensar
- Construir carácter
- Cultivar excelência".

"Os alunos são mais bem servidos quando professores, administradores e pais agem em sintonia - quando os seus papéis complementares não representam apenas uma parceria, mas um pacto de benefício mútuo em nome dos alunos."

Boa leitura...