segunda-feira, 2 de abril de 2007

A família continua a ser determinante

De acordo com um estudo do Centro de Investigação de Políticas do Ensino Superior (CIPES) fica, mais uma vez, comprovado que os antecedentes familiares são decisivos no acesso ao ensino superior.
Um estudante cujos pais têm elevado nível cultural e económico tem dez vezes mais oportunidades de entrar no ensino superior. Em medicina, 73% dos estudantes têm pais com formação superior. Na área da formação de professores é o inverso.
Veja mais em
http://www.pt.cision.com/online/resultado_mail.asp?ver=tif&codf=7831&idnoticia=5672012&tipo=&fm=1