terça-feira, 25 de setembro de 2007

Afinal ainda há quem queira ser professor

Na Escola Superior de Educação de Leiria abriram-se 70 vagas para a licenciatura em Educação Básica, versão bolonhesa dos três primeiros anos de formação de educadores de infância e de professores do primeiro ciclo.
Temia-se o pior, ainda por cima com a Ministra da Educação a gritar aos sete ventos que os professores deviam procurar outras ocupações.
Pois todas as vagas foram preenchidas na primeira fase de colocações. Nesta matéria o mercado não funciona. O desemprego na classe é conhecido, mas candidatos não faltam, como se comprova. E não acontece o mesmo em quase todas as profissões? E havia de ser a lei da oferta e da procura o único critério a ter em conta na escolha de um curso superior? Moral da história, felizmente ser professor ainda é uma profissão atractiva em Portugal. Assim as políticas de educação valorizem os bons profissionais.