sábado, 23 de fevereiro de 2008

Os homens portugueses e o sexo

Deixemos a educação e os assuntos mais sérios por um momento. Numa tarde de intempérie quem resiste ao convite de uma boa lareira com achas a crepitar, a um bom e revigorante cognac e à leitura displicente dos semanários?
De repente o meu ego transbordou. O Sol, no meio dos grandes temas, traz-nos a nova redentora. Transcrevo: "OS HOMENS (sic) portugueses são os que fazem mais sexo, indica um estudo sobre saúde e estilo de vida realizado em vinte países".
Finalmente, estamos à frente em qualquer coisa e logo em matéria de capital importância.
Mas a notícia é intrigante e geradora de graves preocupações. Com quem fazem sexo estes homens? De facto, nem as parceiras/parceiros se acusam, nem a revista que promoveu o estudo a Men's Health as/os identifica. Será que fazem sozinhos? Será isto que explica que "o estudo mostra contudo que são dos mais insatisfeitos com a vida sexual, ocupando o 19.º lugar nesta categoria".
"É pá", como diria o ex-Presidente Jorge Sampaio, "espera aí " (versão Gatos Fedorentos) "então somos os primeiros e depois andamos todos insatisfeitos? É por isso que a abstinência se está a transformar numa corrente muito popular. Sexo para quê? Para te sentires infeliz e frustrado? Olha, filho, se queres ser feliz, abstém-te!".
Livra...