domingo, 6 de julho de 2008

Desobediência nacional

Somos um povo sui generis que adora não cumprir princípios, regras e leis. Infringir, seja não pagar ao fisco ou não usar preservativo numa relação de risco, é uma espécie de desporto nacional onde a verdadeira portugalidade se manifesta.
Um sinal de proibição de estacionamento não significa que não se estacione. Uma bandeira vermelha na praia não impede que se tome banho. Um bar, um restaurante, um hotel sem licença, nem por isso deixam de abrir a porta, receber clientes e até pagar impostos.
As autoridades são coniventes porque, claro, são portuguesas. Desobedecer é uma atitude social não reprovável, é como comer sardinhas assadas, faz parte do nosso património cultural.