sexta-feira, 19 de setembro de 2008

O PISA e o mito finlandês


No Programa de Avaliação Internacional de Alunos (PISA), a Finlândia ocupa consistentemente o 1.º lugar e Portugal é um dos últimos.
Numa conferência internacional, no passado sábado, Jouni Välïjärvi, director do departamento de investigação educativa de uma das mais prestigiadas universidades finlandesas atribuiu à consideração social de que gozam os professores na Finlândia e à sua competência a razão do sucesso.
Afinal, o mito finlandês é feito de uma receita simples e antiga, bons professores, muito considerados socialmente, com excelentes condições de trabalho e altamente motivados. Se os professores portugueses não são piores do que outros, adivinhe onde falha o sistema.