quinta-feira, 12 de agosto de 2010

As areias movediças

Guterres foi-se embora por causa do “pântano”, mas agora parece estarmos atolados em areias movediças. Quanto mais se esbraceja mais nos afundamos. É o Estado da Nação, exangue às mãos do desnorte político e da crise económica.
É certo que a legitimidade democrática não está em causa e que o Governo vai governando, mas a rédea curta da minoria não o deixa ir longe. O bloqueio é evidente e o cheiro da carniça aguça o apetite dos abutres.
A crise política paira sobre o país e a dúvida reside apenas em saber quem se decide a lançar o sprint final. Entretanto, o país continua a empobrecer e a maioria dos portugueses a desesperarem.